Reuniões onde perguntas feitas previamente são selecionadas para resposta. Abaixo do link do vídeo encontram-se as perguntas. Para acessar o vídeo, clique no título.

  1. É possível livrar-se totalmente da atividade autocentrada? Existe um “eu” verdadeiro, além da imagem autocriada?
  2. A prática do Yoga, como está sendo feita na Europa e EUA ajudará a promover o despertar espiritual? É verdade que o Yoga pode despertar a energia mais profunda chamada de Kundalini?
  3. Pode haver segurança absoluta para o homem – e naturalmente a mulher – nesta vida?
  4. Emoções são fortes. Nossos apegos são fortes. Como o observar e o ver reduzem a força e potência destas emoções?
  5. Por que a mente aceita tão facilmente respostas triviais para questões tão profundas?
  1. O orador disse que ir todos os dias ao escritório das nove às cinco é um aprisionamento intolerável. Mas em qualquer sociedade todos os tipos de trabalho precisam ser feitos. O ensinamento de Krishnamurti é, portanto, somente para poucos?
  2. Insight não é intuição? Você poderia discutir sobre esta clareza repentina que alguns de nós temos? O que você quer dizer com insight e ele é momentâneo ou pode ser contínuo?
  3. Você diz que as organizações não ajudarão o homem a encontrar o que nós cristãos chamamos de salvação. Então, por que você tem sua própria organização?
  4. O sexo é incompatível com uma vida religiosa? Qual é o lugar do relacionamento humano no esforço espiritual?
  5. O pensamento pode estar ciente de si próprio no momento em que surge? Ou a consciência vem depois do pensamento? Pode a consciência estar alerta de todo seu conteúdo?
  6. Eu tentei a meditação, o jejum e uma vida solitária, mas isso não levou a nada. Existe algo ou uma qualidade que trará fim à minha busca e confusão? E se existe, o que devo fazer?
  1. Qual é o significado de história na educação dos jovens?
  2. Por que o conhecimento é sempre incompleto? A consciência leva à análise?
  3. O pensamento não se origina como uma defesa contra a dor? Como se vai além das defesas desenvolvidas na infância?
  1. Reina uma suposição de que tudo é relativo e uma questão de opinião pessoal. Qual seria uma resposta inteligente para esta crença?
  2. Qual é a ação certa em relação à violência?
  3. A esperança de que o amanhã resolverá nossos problemas impede que vejamos a urgência absoluta de mudança. Como se deve lidar com isto?
  4. Existem necessidades psicológicas com as quais, nós seres humanos, devemos arcar em nosso relacionamento diário com os outros? Existe algo como uma verdadeira necessidade psicológica?
  5. O que significa ver a totalidade de alguma coisa? É possível perceber a totalidade de algo que está se movendo?
  6. Existe um estado que não tem oposto, e podemos saber como comungar e se comunicar com ele?
  1. O que é verdadeira criatividade?
  2. Você disse que no próprio ver existe ação. Esta ação é a mesma coisa que a expressão da ação?
  3. Para que a formação de imagens cesse, o pensamento também precisa cessar? O cessar da formação de imagens é meramente a base sobre a qual se pode começar a descobrir o que o amor e a verdade são?
  4. Você poderia, por favor, fazer um afirmação definitiva sobre a não existência de encarnações, uma vez que uma crescente “evidência científica” está sendo acumulada para provar a reincarnação como um fato?
  5. Se “você é o mundo” – entre aspas – e sente e vê isto, o que significa sair do fluxo? Quem sai do fluxo?
  1. Qual é a real substância do medo? O que devo olhar quando olho para o medo em si?
  2. Quando não se vê no nosso mundo nenhum princípio de justiça universal demonstrável, não sinto nenhuma razão atraente para mudar a mim mesmo ou a sociedade caótica de fora. Você pode compartilhar sua percepção sobre este assunto conosco?
  3. Podemos morrer psicologicamente para o eu? Como posso observar no meu estado atual de fragmentação? É como o “eu” tentar ver o “eu”?
  4. Na observação sem o observador existe uma transformação, através do ficar com o fato, que leva a um aumento da atenção?
  5. Qual é a relação da atenção com o pensamento? Existe uma lacuna entre atenção e pensamento?
  1. Seu apelo de colocar-se contra a sociedade corrupta e imoral como um rocha sobressaindo-se da correnteza de um rio me confunde profundamente.
  2. Você com frequência muda da mente para o cérebro. Existe alguma diferença entre eles?
  3. Embora eu entenda toda e cada palavra de K, a mensagem permanece vaga. O que eu deveria fazer para entender sua mensagem completamente?
  4. Existe realmente esta coisa chamada transformação? O que é que é transformado?
  5. Acredito que os santos criaram ídolos e histórias para ensinar ao homem como levar uma vida boa e correta. Como você pode chamar isto de besteira?
  6. Você diz que se um indivíduo mudar, ele pode transformar o mundo. Apesar da sua sinceridade, o mundo passou de mal a pior. Existe esta coisa chamada destino?
  7. Pode um professor imprimir comportamento decente em crianças afetadas pela pobreza?
  8. Como chegar à real fonte do pensamento de forma que haja uma possibilidade de silenciar o próprio processo do pensar?
  1. Por que é que, como estudantes de medicina, nós nunca percebemos as coisas como você? Não somos sérios o suficiente para mudar a nós próprios.
  2. Tendo sido recentemente magoado e tendo ouvido você perguntar se conseguimos não registrar a mágoa, podemos nos livrar da imagem?
  3. Quando amo alguém, me vejo profundamente apegado e preocupado. Como conseguimos nos preocupar intensamente e não ser apegados?
  4. Qual é sua posição em relação a milagres? Nos disseram, até, que você fez coisas que normalmente seriam chamadas de milagres. Você nega este fato?
  5. Você diz que se deve olhar as coisas totalmente e isto só é possível quando o cérebro está completamente atento. O que eu deveria fazer para que minha mente se comporte de maneira correta?
  6. Existe alguma sobrevivência após a morte? Quando o homem morre cheio de apegos e mágoas, o que acontece a este resíduo?
  1. Você fala sobre os efeitos maléficos do condicionamento. Mesmo assim, muitos psicólogos e filósofos dizem que somente através de um condicionamento apropriado o homem pode pensar e agir claramente. Qual é sua resposta?
  2. Existe uma diferença entre o cérebro e a mente, e em caso positivo, qual é sua relação?
  3. Fui muito magoado na infância. Apesar de tentar entender o que aconteceu, esta mágoa continua. O que devo fazer?                   
  4. Observação: um total de 6 minutos e 12 segundos de vídeo estão faltando e foram substituídos somente por áudio.
  1. Percebo que ajo neuroticamente e já fiz terapia, mas a neurose está basicamente aí. O que devo fazer?
  2. Por que o comportamento humano neste país está degenerando tão rapidamente e o que se pode fazer para mudar isto?
  3. Embora apego não seja amor, de alguma forma misteriosa, os dois estão ligados. Parecem autocontraditórios. Por favor, fale sobre este aparente paradoxo.
  4. Não se pode viver fora do relacionamento e mesmo assim, em todas suas formas, há conflito. Por que é assim?
  5. Você disse que quando se dá completa atenção a um problema, ele floresce e depois se esvai. Você pode explicar isto um pouco mais?
  6. Observação: um total de 3 minutos e 39 segundos de vídeo estão faltando e foram substituídos somente por áudio.
  1. Qual é a relação entre inteligência e responsabilidade?
  2. Como se lida com a semente dormente do medo?
  3. Como você define e avalia a qualidade da modéstia?
  4. Mostre-me como dissolver o “eu”, o “mim”. Sem isso, todo o resto é fútil.
  5. Qual é a diferença entre insight e iluminação?
  1. É possível alcançar uma atenção constante de forma que se possa sempre ver a tênue linha entre o uso necessário do pensamento e onde imagens levam à ilusão e conflito?
  2. Qual é a ação correta para alguém que vê ou compreende algo mas cuja compreensão não é total?
  3. Qual é o papel das perguntas na vida?
  4. Só existe amor entre as pessoas quando elas estão fisicamente presentes?
  5. A resposta essencial ao conflito no mundo é a revolução da consciência em cada indivíduo, mas isso significa que sem esta ação total todas as ações menores, mas talvez úteis, sejam inúteis?
  6. Estou aterrorizado com o que está acontecendo na sociedade de hoje. Não quero ser parte dela. No entanto, percebo que não sou separado. Qual é meu relacionamento com a sociedade?
  1. Nossas crianças estão cientes, através da televisão e outros meios, do mundo ameaçador no qual elas vivem: a violência dos crimes, guerras e perigo nuclear. Como nós as ajudamos a enfrentar isto?
  2. Grandes mestres estiveram na Terra, por exemplo, Buda e Jesus. Você acha que haverá menos conflito e mais entendimento quando você partir, ou o mundo está se movendo em uma direção inalterável?
  3. Meu comportamento indica que tenho medo, ainda assim, a percepção real do medo é difícil. Como alcanço e lido com esta emoção inconsciente profundamente enraizada?
  1. O ato de prestar atenção, para a maioria de nós, é difícil de manter. Somente uma pequena parte está disposta, seriamente interessada. O que se pode fazer para fomentar esta atenção?
  2. O que é uma ação e estado de ser completamente puro?
  3. Visto que a palavra não é a coisa, podemos realmente ser iluminados através de palavras? Podem os símbolos desfazer o estrago feito pelos símbolos ou estamos sendo seduzidos pela ilusão da iluminação?
  4. Por que não mudamos?
  5. Você pode falar um pouco mais profundamente sobre o significado da santidade, e especialmente seu lugar no mundo moderno?
  1. Como você se sente sobre um milhão de dólares serem destinados a um pequeno, de certa forma, seleto grupo de crianças que não parecem sofrer ou ser desamparadas?
  2. Por que nós confundimos função com papel?
  3. Ação política não é necessária para gerar mudança total?
  4. Não encontraremos a verdade da qual você fala através de serviço amoroso para a humanidade, através de atos de amor e compaixão?
  5. Que papel desempenha a cura psíquica, a projeção astral, a habilidade de ver auras e entidades em tudo isto?
  6. O que é isto na humanidade que sempre a moveu em direção a algo chamado religião ou Deus? É somente uma projeção como resultado do medo e do sofrimento, uma busca por ajuda, ou é algo profundamente real, necessário, inteligente?
  1. Pode-se ver que o caos no mundo está crescendo rapidamente. Bilhões são gastos em armas, a justiça social está sendo corroída, governos, tanto totalitários quanto democráticos, são cada vez mais agressivos e violentos. O orador poderia comentar sobre a questão do envolvimento politico ativo?
  2. Você diz que do negativo vem o positivo. Como alguém pode negar o “eu” sem supressão ou negação e sem conflito? Quem é aquele que nega?
  3. Como não se transformar em vítima sem se transformar em predador?
  4. O que é humildade e modéstia?
  1. Como você sabe que o está lhe sendo dito é verdadeiro?
  2. O desejo é algo fundamental nos seres humanos? Sem desejo, será que conseguiríamos funcionar neste mundo?
  3. Ciúme e desconfiança estão envenenando meu relacionamento com alguém. Existe alguma outra solução a não ser me isolar de todo ser humano, exceto deste alguém?
  4. Como alguém se liberta de hábitos?
  1. Qual é a relação entre a consciência, a mente, o cérebro,o pensamento, o intelecto, a meditação e a inteligência? A consciência, a atenção ainda estão presentes quando o pensamento não está? A consciência está além do tempo?
  2. Podemos aprender mais uns dos outros do que escutando Krishnamurti. Por que você não encoraja as pessoas a formarem grupos de discussão sobre assuntos específicos e organiza atividades que facilitem diálogos e relacionamentos?
  3. Enquanto se entende o que está sendo dito e querendo viver de forma diferente, como se aborda o problema do sustento neste mundo de desemprego e oportunidades limitadas?
  4. Você fala sobre violência e liberdade. Mas você fala muito pouco sobre lei. Por quê? Nenhuma sociedade civilizada pode existir sem leis. E leis precisam, às vezes, ser sustentadas pela força, que significa violência. O que você faz quando terroristas pegam reféns? Você os deixa serem assassinados ou invade o prédio? Onde a liberdade tem lugar nisto tudo?
  1. O que é beleza? Por que gostamos de coisas que são belas?
  2. A percepção do real é possível sem a intervenção do pensamento?
  3. Como se pode viver com um marido que não dá atenção?
  4. É necessário casar-se na vida? O que é o relacionamento físico entre homem e mulher?
  5. Qual é a diferença entre o cérebro e a mente?
  6. O que é fé?
  7. Se a consciência humana é una, como é que uma pessoa é feliz e a outra infeliz?
  8. Se as grandes religiões do mundo não são religiões, o que é religião, então?
  1. Entendo que todas as pessoas têm uma consciência similar, mas parece um grande salto dizer que todas as pessoas compartilham a mesma consciência.
  2. Você nomeou um professor especial ou uma pessoa para levar adiante seus ensinamentos, depois que você se for? Há uma pessoa requerendo esta posição.
  3. O que é observar o pensamento até suas raízes mais profundas? Observo meus pensamentos, um leva a outro numa cadeia interminável. O que termina isto? O que traz a mudança?
  4. Por favor explique o que significa quando você diz que se alguém percebe a verdade e não age, isso atua como veneno.
  5. Por que a observância do silêncio é tão importante para os que buscam a verdade?
  1. Existem momentos nos quais há grande clareza. O que é necessário para permitir tal clareza sustentada, intensidade e totalidade do ser?
  2. O que é julgamento? Como se determina a linha que divide a opinião da percepção do fato?
  3. Há muitas pessoas que têm considerável dificuldade com a homossexualidade. Você poderia, mesmo brevemente, clarear esta questão?
  4. Como se deve viver nesta terra sem causar danos ou destruição à sua beleza, sem trazer sofrimento e morte a outros?
  1. Como distinguimos entre observar a nós próprios, no sentido que você menciona, e meramente pensar sobre nós mesmos?
  2. Qual é a ação de não permitir que a memória invada? É ver sua presença assim que ela aparece e descartá-la instantaneamente, ou deveria-se estar num estado onde a memória não se manifesta a não ser que seja necessário?
  3. Entendo que o silêncio interior não pode ser praticado ou buscado, mas qual é a base onde ele pode acontecer?
  4. Como se pode conciliar as exigências da sociedade com uma vida de total liberdade?
  1. Sua afirmação de que a arte é meramente o produto do pensamento, e portanto, não é criação, perturba muitos artistas, poetas, músicos, inclusive nós que estamos aqui e pensamos ser criadores. A criação não pode incluir a atividade do pensamento?
  2. Eu gostaria de gritar por socorro, mas como se pode ser ajudado para a liberdade?
  3. Como podemos educar nossas crianças a serem inteligentes, livres e seres humanos responsáveis no mundo de hoje?
  4. Qual é seu relacionamento conosco?
  1. Como alguém pode vir a esta tenda sem um motivo, um desejo de vir aqui, de ouvi-lo?
  2. Para começar, a maioria de nós deve conscientemente ser atenta, mas esta atenção torna-se um estado de ação constante e espontâneo?
  3. Você poderia nos contar algo mais sobre esta inteligência vasta sobre a qual fala? É ela uma capacidade fechada dentro do cérebro ou é alguma força desencarnada para a qual podemos nos abrir?
  4. Por que os ensinamentos que você mostra têm tão pouco efeito sobre nós?
  1. Você pode explorar um pouco mais o mecanismo da culpa e sua relação com o ego?
  2. As diferenças raciais físicas afetam o condicionamento?
  3. Como você vive, senhor, em relação a suas finanças?
  4. Por que você diz que não existe evolução psicológica?
  5. Para se viver em paz, é necessário grande inteligência.
  6. O que é que todos nós desejamos?
  1. Qual é a diferença entre timidez e medo?
  2. Estamos lutando contra nossa natureza básica ao procurar mudar?
  3. Existe algum instinto religioso essencial em todos os seres humanos?
  4. Qual é o obstáculo básico que impede a observação e o insight?
  5. Qual é nossa responsabilidade para conosco e com os outros?
  1. Vejo que o pensamento é responsável pela minha confusão. Contudo, investigando-o, mais pensamento é gerado e não há fim para isto. Por favor, comente.
  2. Por favor, fale mais sobre o tempo e a morte.
  3. Não é violência e corrupção ter segurança física enquanto outros estão morrendo de fome?
  4. Como pode nosso limitado cérebro captar o ilimitado, que é a beleza, o amor e a verdade? Qual é o fundamento da compaixão e inteligência e pode ele realmente agir sobre cada um de nós?
  1. Vários professores e gurus dizem que, essencialmente, estão ensinando a mesma coisa que você. O que você diz?
  2. O que é culpa?
  3. O que você quer dizer com criação?
  1. Quando se entende algo, é preciso agir sobre este entendimento, ou o entendimento age por si próprio?
  2. Você disse muitas coisas sobre violência. Você permitiria que um de seus amigos fosse atacado na sua frente?
  3. O que é inteligência?
  4. Existe algum benefício para o ser humano na doença física?
  5. Por que você diferencia entre o cérebro e a mente?
  1. Vejo que o pensamento é responsável pela minha confusão. Contudo, investigando-o, mais pensamento é gerado e não há fim para isto. Por favor, comente.
  2. Por favor, fale mais sobre o tempo e a morte.
  3. Não é violência e corrupção ter segurança física enquanto outros estão morrendo de fome?
  4. Como pode nosso limitado cérebro captar o ilimitado, que é a beleza, o amor e a verdade? Qual é o fundamento da compaixão e inteligência e pode ele realmente agir sobre cada um de nós?